A Casa de Coimbra / Pedro Cabrita Reis

A Casa de Coimbra é uma escultura construída a partir da destruição, pela acção de motosserras, de uma estrutura museológica obsolescente existente na Sala da Cidade. Esta obra de Pedro Cabrita Reis assume-se como processo de reconstrução, unificador dos diversos tempos históricos contidos na sala.

 

 

A Casa de Coimbra é um processo de assemblagem feito a partir de uma estrutura museográfica obsoleta, que se sobrepunha ao espaço do Refeitório de Santa Cruz. Partindo dessa matéria preexistente, Pedro Cabrita Reis, como um compositor, orientou criteriosamente e cirurgicamente as motosserras que destruíam e o carpinteiro que construía.
Ao cortar, desvelava-se a estrutura do que está por trás, a ossatura que conforma o revestimento. Reenquadram-se, (expõem-se) estratos de espaços de outros tempos: o tempo do refeitório, que em si contém muitos layers e o tempo da estrutura de madeira que foi palco de diversas exposições.
As peças resultantes dos cortes reorganizam-se num processo mutável e em expansão. O carpinteiro prega cada novo pedaço segundo a ordem precisa do artista. As partes reúnem-se criando uma nova ordem: subtraem-se, justapõem-se, adicionam-se, opõem-se e confrontam a matéria primeva.
A luz, por sua vez, sublinha, releva e clarifica este processo de sedimentação não fixo, não estável.
A Casa, que se edifica neste espaço do retiro e da solenidade, convoca-a através da domesticidade do seu nome e da espacialidade da sua conformação.
Pressente-se a Merzbau (1927-1933; destruída num bombardeamento em 1943) de Kurt Schwitters, nesta instalação que se inscreve na série das Casas, onde mais uma vez, a atenção crítica e seletiva do artista está presente no modo como se constata uma inteligibilidade singular, na resolução conceptual e formal sempre distinta de obra para obra. Pedro Cabrita Reis tem a capacidade de convocar o espanto numa obra tão matérica e concreta e simultaneamente tão abstrata.

 

 

Ficha técnica

co-produção co-production Círculo de Artes Plásticas de Coimbra,
Câmara Municipal de Coimbra

montagem assembly Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, Bombeiros Sapadores de Coimbra, Edgar Pedroso
fotografia photography João Ferrand
apoios supports Robbialac
iluminação lighting Climar
agradecimentos especiais special thanks to Bombeiros Sapadores de Coimbra

Artistas

Pedro Cabrita Reis


Data início

31/10/2015


Data fim

17/01/2016


Informação adicional

ter-sáb 13h-18h