Céline Condorelli

O processo artístico de Céline Condorelli consiste fundamentalmente em garantir a atenção do espectador para componentes e contextos pré-existentes de um espaço ou matéria, bem como para o seu contexto histórico e político. Condorelli tem como intuito manter uma relação com ideias, pessoas e lugares cuja existência tende a cair no esquecimento, e trabalha com sistemas que permitem a comunicação com o imaterial. A artista explora também conceitos implícitos à leitura de qualquer trabalho e estruturas que sustêm as suas e outras obras, que são invariavelmente consideradas secundárias, como a iluminação ou as legendas. É também fundamental o conceito de integração das suas obras na sociedade, através da utilização de elementos que as colocam num papel de dependência do seu próprio contexto e da sua integração entre si, o que tem permitido à artista exibir as suas obras e projetos de forma contínua, como elementos pertencentes a uma única série de trabalhos que se renova a cada reformulação. Na Galeria de História Natural, Condorelli apresenta o seu projeto Puppet Show, um espetáculo de marionetas cujas personagens são de caráter dúbio, usadas para criticar e ridicularizar o sistema. A instalação mistura performance, escultura e crítica social num
só momento.

Siamo venuti per dire di No/We Just Came To Say No, 2012 Peppininu, Fotografia de Jorge das Neves

Siamo venuti per dire di No/We Just Came To Say No, 2012
Peppininu,
Fotografia de Jorge das Neves