JACC – Jazz ao Centro Clube

Atentando no enunciado do Anozero’17, partimos de um olhar sobre o mundo enquanto «máquina avariada», que comunica, também, através dos sons que emite. É na disponibilidade para «re-parar», isto é, para «parar» e «escutar», que buscamos um reequilíbrio possível. É na procura de «afinação», não apenas de instrumentos e vozes, matéria-prima da criação musical, mas também do desejo de, através da entrega à escuta — do mundo, do outro —, encontrar um sentido primordial que conduza à afinação interna da alma, que se centram as propostas do programa do Jazz ao Centro Clube. É esse o desafio que atravessa o solo de Luís Vicente, o trompetista que procura o sentido oculto dos sons feitos música e emoção, o trabalho espiritual de Laraaji, a obra Stimmung, de Stockhausen, interpretada pelo Coro Gulbenkian ou o espetáculo pedagógico Perder o chão, que evoca a memória de Pauline Oliveros e as possibilidades da escuta profunda.

PROGRAMAÇÃO
VICENTE SOLO
TROMPETE
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova
17 nov, 19h30 h
LARAAJI
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova
30 nov, 18 h
STIMMUNG
de  Karlheinz Stockhausen,
pelo  Coro Gulbenkian
Igreja do Convento São Francisco
9 dez, 18 h
PERDER O CHÃO
Catrapum Catrapeia
> 6 anos e famílias
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova
10 dez, 11h30

 

RECORD_LARAAJI_0476 credit Nathan Perkel obo Record Culture Magazine_PB


17 nov 2017 — 10 dez 2017



CURADORIA
José Miguel Pereira | JACC
Catarina Pires | JACC