José Maçãs de Carvalho

O trabalho de José Maçãs de Carvalho no campo do filme e da fotografia tem vindo a desenvolver-se a partir da ideia de arquivo e da sua contraposição à ideia de atlas. As questões da memória e a produção de uma certa antropologia do espaço urbano têm contribuído para delinear um percurso de caracterização de lugares, revelando sempre uma cuidada atenção à sua performatividade. O projeto que desenvolveu para a bienal resulta de um repto para trabalhar o Jardim de Infância da ANIP – Maternidade Bissaya Barreto. A atenção do artista recaiu sobre o processo do sono reparador das crianças e o seu acordar. A ideia de reparação é aqui presentificada de uma forma não-metafórica, mas partindo da efetiva capacidade regeneradora do sono infantil. Também a ideia de jogo, de encenação da surpresa, do aparecimento e desaparecimento, é trabalhada, quer em vídeo, quer em slides projetados no Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

"After M. Klein", 2017 Vídeo 4K, cor, som, 14’35’’. Fotografia de Vitor Garcia

“After M. Klein”, 2017
Vídeo 4K, cor, som, 14’35’’.
Fotografia de Vitor Garcia