Louise Bourgeois

Artista que desenvolveu uma longa carreira, Louise Bourgeois (talvez a mais marcante das artistas de origem francesa na segunda metade do Século XX) sempre se dedicou a produzir intensas reflexões sobre os processos traumáticos, o peso da memória e a construção identitária pessoal.

A peça apresentada consiste na rememo-ração de canções de embalar da sua infância. Ao serem cantadas pela própria Louise Bourgeois, com a vibração ténue e as hesitações da voz da artista já octogenária, transportam consigo um poder evocativo e mnemónico intenso. A ideia de simultaneidade, de desgaste do tempo e o esforço da sua recuperação pela memória transformam a rememoração das ritournelles da infância num exercício projetivo para o espectador. Tendo sido captadas em câmara por Brigitte Cornand, são aqui apresentadas na sua versão áudio.

Fotografia de Jorge das Neves

Fotografia de Jorge das Neves