Pedro Barateiro

As obras de Pedro Barateiro incluem escultura, instalação, pintura e vídeo, com o desenho e a escrita como denominadores comuns em cada trabalho. Existe primeiramente uma ligação, não planeada, com o suporte, à qual se segue um processo de pesquisa e investigação sobre variados conceitos como a circulação de imagens e objetos entre diferentes culturas e épocas. É também importante realçar a ligação imediata que existe entre o seu trabalho e o impacto que este provoca no observador, direcionando a sua perceção para uma diversidade de referências políticas, económicas ou sociais, que se combinam entre si, como talvez noutro contexto não fosse possível. Os títulos que utiliza são também elementos que agem nesta interação com o visitante e que conotam cada peça com um sentido poético, por vezes até humorístico. Na bienal, Barateiro apresenta três novas esculturas, como parte da sua Relaxed Series, em que as palavras que representam algum tipo de estrutura relacionada com o dia a dia são recortadas da tela e penduradas numa estrutura de metal como se pudessem transformar-se a qualquer momento, exatamente como o ambiente que as rodeia.

"Compromisso", 2017 Acrílico sobre tela, tubo de metal. Fotografia de Vitor Garcia

“Compromisso”, 2017
Acrílico sobre tela, tubo de metal.
Fotografia de Vitor Garcia